Decoração de Natal
Decoração

Aproveite o Natal para tirar os sonhos da gaveta

Confesso que este ano não estava muito animada com o Natal. É uma época que me traz muitas lembranças. Os bolinhos de bacalhau esverdeados do papai. As longas horas que passávamos juntos simplesmente olhando e acompanhando – fascinados – a sequência das luzinhas da árvore de Natal. As brincadeiras. E os abraços, principalmente os abraços. Eles eram memoráveis nessa época. Vocês nem imaginam como eu me sentia GRANDE, amada e  importante. Eu poderia conquistar o mundo depois de ganhar seu abraço.  

Só que o meu pai morreu no último ano. E ainda que eu aceite melhor essa perda, há dias em que meus olhos veem a triste realidade que não quero enxergar. O coração bate em desespero porque ele não está aqui pra me abraçar. Por mais que eu ria dos seus feitos, quando o encontro em meus sonhos ou pensamentos – já não sei mais se vivo ou se sonho -, uma hora o despertador me acorda e ele vai embora pra longe de mim. Às vezes, tola, me pergunto o porquê desse castigo vil que, além de não me ensinar a esquecê-lo, só me enche o peito de tristeza e dor. Tento, eu juro, mas não consigo entender o sentido disso tudo. Que felicidade eterna será essa que exige tanto de nós, em nosso único momento – já conhecido – de lucidez?

Natal é tempo de sonhar

Não quero me prolongar muito nesse papo. Natal é tempo de amor, paz, família, união e todas as outras coisas que a gente já sabe. Mas é também um momento de olhar para si mesmo, sem temer suas próprias vergonhas. Como uma visita ao seu íntimo, daquelas que (graças a Deus!) a gente não precisa fazer todo dia porque sabe que dói. E muito. Mas a dor nos torna mais fortes, e foi justamente ela que me ajudou a juntar os trapos do meu coração. Me fez pensar que preciso seguir em frente. Que não podemos deixar de sonhar.

Árvore de Natal
Não tenho muitos pedidos neste Natal. Só quero que 2014 seja um ano de grandes realizações para todos nós: aprender algo novo, ter um filho, plantar uma árvore, reencontrar um amigo e, o mais importante, tirar os sonhos da gaveta. Nunca entendi o porquê dessa crueldade: a gente sonha grande, cresce, vira adulto, vai trabalhar e enterra os sonhos na gaveta do escritório. Desejo do fundo do meu coração que em 2014 você possa despertar todos eles!

Esse pensamento inspirou a minha decoração natalina, em tons de azul e rosa – minhas cores favoritas, e espero que leve um novo fôlego ao seu coração. Em 2013 não fiz nada daquilo que planejei. Mas realizei muitas coisas que um dia sonhei.  

E você, já decorou a casa para o Natal? Envie fotos para o Jardim do Coração.

Obrigada pela visita!

Post anterior Próximo post

Você também vai gostar! :)

  • Josenete Mendonca de Sousa Almeida

    Lindas, a árvore e suas palavras!