jc-como-cuidar-de-cactos-e-suculentas-alicesaraiva
Paisagismo

Bate-papo #1: Como Cuidar de Cactos e Suculentas

Estava de férias em Buenos Aires quando recebi o e-mail da leitora Vanessa Assumpção, preocupada com o estado da sua suculenta Sedum. As folhas estavam amareladas, seguindo um roteiro dramático que você já deve ter visto por aí: as folhinhas amarelam, murcham e caem sobre a terra num loop sem fim. Posso até imaginar o susto que ela levou ao ver aquele mar de folhinhas despencando da sua suculenta. Só quem ama essas fofuras é capaz de entender, não é verdade?  

Bom dia, Alice!

Desculpe te incomodar por aqui.

Preciso de uma ajuda: tenho uma Dedinho-de-moça (Sedum burrito) e ela fica dentro de casa e molho uma vez por semana, dessa última vez que molhei tinha um monte murcha e solta da terra, fiquei tão triste, adoro esse tipo de planta! Tem alguma forma de recuperar? Preciso desse help pra salvar minha plantinha. Desde já, obrigada.

Abraço,

Vanessa

A primavera portenha inspirou meu coração e decidi não só compartilhar essa dúvida com vocês, mas também gravar um vídeo explicando detalhadamente como salvar uma suculenta nessas condições e evitar problemas como este. Aqui você vai aprender tudo que precisa saber sobre o cultivo de cactos e suculentas: como regar, o melhor tipo de solo, a iluminação adequada, o ambiente ideal… e muitas dicas, em um bate-papo leve e descontraído! :)

Assista ao vídeo ou, se preferir, leia aqui o post completo. Aproveite e inscreva-se em nosso canal no YouTube para acompanhar todas as novidades em primeira mão:

Hummm… só de ver essa combinação “a planta fica dentro de casa” + “regas semanais”, já me acendeu um alerta vermelho indicando PERIGO! rs A Vanessa mora em Miguel Pereira, no interior do Rio, e essa cidade tem um clima bem gostoso que pode atingir temperaturas mais baixas.

Isso me levou a refletir: será que ela precisa regar essa suculenta toda semana? Provavelmente, não. O intervalo entre as regas é definido por vários fatores, entre eles o clima de onde você vive, o ambiente em que a suculenta fica a maior parte do tempo, a temperatura, a umidade do ar, o tipo de solo utilizado, entre outros. Até o tipo de vaso pode influenciar, acredita? É por isso que sempre falo: quanto à rega, não há regras! Há aprendizados, tentativas e lições que a gente vai sentindo com as suculentas. Dia após dia.

jc-suculentas-do-coracao7

As folhinhas da Sedum da leitora Vanessa começaram a amarelar e cair por dois motivos bem claros para mim: o excesso de água que a suculenta recebeu e a iluminação insuficiente –  uma combinação que pode ser fatal para os cactos e suculentas. Meu conselho é o seguinte: deixe essa Sedum fora de casa, recebendo sol direto, e interrompa imediatamente as regas semanais. Só volte a regá-la quando perceber que a terra está beeeem seca, leve, esvoaçante, sabe? Logo a suculenta voltará a sorrir novamente, e o seu coração ficará em paz!  

Existe um checklist bem prático para cuidar dos seus cactos e suculentas com todo carinho do mundo, oferecendo as condições ideais para eles crescerem lindos e saudáveis. Veja a seguir:

Iluminação

A maioria dos cactos e suculentas gostam de viver sob sol pleno e são intolerantes a ambientes de sombra. Uma dica certeira é sempre conhecer as espécies que você tem em casa e aprender tudo o que puder sobre elas. Assim fica mais fácil acertar nos cuidados. A Sedum da leitora Vanessa é um exemplo de suculenta que adooooora sol pleno. Ela até pode viver bem por um tempo num ambiente de sombra, mas dificilmente terá um bom desenvolvimento sem receber a luz direta do sol.

Se a única opção é ter suculentas dentro de casa, é bom arranjar um cantinho bem iluminado que fique próximo de uma janela. Perto que eu digo é do lado, viu? Elas podem viver dentro de casa, desde que recebam muita luz indireta. Esqueça o banheiro, as prateleiras do rack, armários de cozinha e qualquer ambiente que não receba uma grande quantidade de luz indireta. Luz é vida para suculentas, meus amigos!  

jc-lembrancinhas-cactos-suculentas

Rega

Como já disse lá em cima, em relação à rega simplesmente não há regras. Tudo vai depender do local onde você vive, do clima da região, da quantidade de luz diária que as suculentas estão recebendo, do tipo de solo, da temperatura, da umidade do ar e até mesmo do tipo de vaso em que estão plantadas.

O que você deve saber é que os cactos e suculentas são plantas tolerantes à seca que armazenam água em seu interior, bem nas folhinhas fofas e carnudinhas que a gente tanto ama. Eles precisam de pouquíssima água para viver e é neste ponto que muitos #succulovers acabam se excedendo.

Existe um segredinho básico para acertar nas regas: verificar sempre se a terra está seca ou molhada. Pode colocar o dedinho para sentir de perto ou até enfiar um palito. Se o solo estiver seco, com a terra leve e solta, a água é bem-vinda. Mas se ainda houver umidade, espere um pouco mais para regar novamente. É simples assim.

jc-suculentas-do-coracao4

A rega deve ser feita normalmente, como você molha qualquer planta. Regue bem e deixe a água escorrer. Só tenha um cuidado: não é muito bom molhar as folhinhas. Só a terra precisa ser regada. Ah, muito importante: se a suculenta estiver num cachepot, leve-a para se banhar fora do cachepot e só a coloque de volta quando não estiver mais pingando água do fundo do vaso. Ok? Assim evitamos que as raízes fiquem em contato com a água.

Importante: todas essas dicas sobre a rega são indicadas para cactos e suculentas que vivem em vasos com furo de drenagem no fundo. Xícaras, terrários e outros vasos exigem diferentes cuidados na hora da rega. Falaremos sobre isso mais adiante, prometo à você! :)

Tipo de solo

Os cactos e suculentas gostam de solo leve, livre, solto e bem arejado. Precisam respirar, entende? O substrato ideal é a mistura de terra adubada, areia de construção e pedriscos, na proporção de 2:2:2, como já expliquei aqui nesse post. Misture duas partes de cada elemento e cuide de usar uma terra adubada bem leve, sem torrões, para drenar bem a água.

Não vale utilizar areia da praia! Além disso, é sempre bom colocar pedriscos ou alguma cobertura no solo para finalizar o vaso. Isso ajuda a reter a umidade e evita a compactação do solo.

jc-suculentas-do-coracao5

Vaso e drenagem da água

Agora que a gente já sabe que os cactos e suculentas são suportam receber água em excesso, meu último conselho é o seguinte: utilize sempre os vasos com furo de drenagem, principalmente quem estiver começando a cultivar suculentas. Isso vai garantir que a sua plantinha não fique encharcada no vaso. Quando se trata de cactos e suculentas, posso garantir a vocês que o excesso de água é uma sentença de morte. Furo de drenagem sempre, amigos. Sempre!

Suculentas em xícaras, terrários e latas são tão bonitinhas… Sim, são lindas!!! Mas sem o furo de drenagem no fundo, elas exigem cuidados maiores em relação à rega, ao solo, iluminação, montagem do vaso etc. Não gosto de indicá-las para quem está começando, pois no início é sempre difícil acertar a mão na rega das suculentas. Vide os inúmeros casos de assassinatos que vemos diariamente nos telejornais! rs Se você está começando a cultivar cactos e suculentas, dê preferência aos vasos com furo de drenagem, pelo menos para começar os trabalhos. Combinado?

jc-alice-saraiva

Espero que agora você possa cuidar de suas suculentas com todo amor e carinho que elas merecem! Abra um vinho, beba uma taça e vamos juntos jardinar. Faz bem à alma e mantém o espírito assim, sempre leve! :)

Se você gostou desse post, e curtiu nosso vídeo, compartilhe com os amigos que também amam cactos e suculentas, jardinagem, vinho, paisagismo e tudo que a gente ama!  

Um beijo no coração!

Post anterior Próximo post

Você também vai gostar! :)