jc-guia-completo-air-plants-tillandsia-dt1
Paisagismo

Como Cuidar de Tillandsias – O Guia Completo sobre Air Plants

Atenção, jardineiros, para o alerta de tendência no ar: Air Plants são o novo xodó daqueles que amam plantas na decoração!  

Quer saber o motivo de todo esse amor? Posso listar vários: elas são fáceis de cuidar, têm um visual super diferente, não precisam de terra para sobreviver e são indicadas para todos os ambientes – internos e externos.

As plantas aéreas já fazem o maior sucesso na internet. Inspiram projetos criativos. Arrancam suspiros de amor lá no Pinterest. Você pode até não saber nada sobre elas, mas posso apostar que já viu uma Air Plant pendurada por aí – e morreu de vontade de ter uma em casa.

jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-25

Acertei? Aí vai uma motivação extra: boa parte das Tillandsias (que são as famosas Air Plants) estão em processo de extinção. A melhor forma de salvá-las é estimulando o cultivo pelas mãos de colecionadores ávidos e apaixonados pela espécie.

Este guia completo explica em detalhes como cuidar de Air Plants. É o ponto de partida para quem deseja começar uma coleção e se apaixonar perdidamente por elas. Ao final deste artigo, você vai aprender: como regar plantas aéreas, qual é a iluminação adequada, como plantar, e ainda obter muitas dicas sobre solo, montagem de vasos, poda, adubação e reprodução de Tillandsias.

Mas, afinal, o que são Air Plants?

Antes de tudo, vale mencionar que as plantas aéreas não têm asas nem voam pelos ares. Elas são plantas aéreas porque simplesmente vivem no ar.

A maioria delas são epífitas e levam muito a sério esse estilo de vida: crescem sobre as árvores e com elas convivem em perfeita harmonia, sem “roubar” seus nutrientes. Só querem #pazeamor. Não são parasitas.

jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-02

Poucas pessoas sabem que Air Plants são, na verdade, um conjunto de espécies da família das bromélias. Do gênero Tillandsia, que possui mais de 400 espécies e apresenta maior concentração nas Américas. Neste exato momento, deve ter uma árvore feliz da vida com a companhia de plantas aéreas bem perto de você!  

Seu habitat natural é a copa das árvores, de onde absorvem a umidade e os nutrientes do ar. É pelas folhas que as Tillandsias se alimentam. Na natureza, suas raízes têm o único objetivo de fixação nos troncos e galhos das árvores – uma característica do seu jeitinho epífita de ser.

jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-09jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-08

Tillandsias não precisam de terra para sobreviver. Elas são extraterrestres no mundo das plantas. Por isso mesmo, tão especiais!   Há espécies que podem crescer em rochas, telhados, fios, cabos de telefone, postes, grades e onde mais desejarem. Elas adoram se espalhar por aí livremente, de forma natural – bem no estilo “deixa a vida me levar”; mas no caso delas, é o vento quem faz esse papel.

jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-21

Como cuidar de Air Plants

Na natureza, as Tillandsias recebem toda sombra e frescor que precisam para sobreviver sobre as árvores. No cultivo em interiores, é preciso ter certos cuidados para garantir um crescimento feliz e saudável. Veja a seguir:

Iluminação Adequada para Tillandsias

Air Plants gostam de receber luz direta ou indireta. Depende muito da espécie. O segredo para acertar na iluminação é tratá-las como bebês: algumas horas de sol são bem-vindas (de manhã, até às 10h; e após às 16h), mas é bom evitar o excesso para não desidratarem com facilidade.

jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-10

Vale lembrar que, em seu habitat natural, as Tillandsias vivem apoiadas sobre as árvores, protegidas da luz direta do sol. No cultivo em interiores, é bem parecido. Elas precisam receber muita iluminação indireta e devem ser protegidas dos raios solares mais fortes. Dentro de casa, é fundamental deixá-las perto de uma janela com uma boa entrada de luz natural. Ah! Um segredinho: elas adoram aquela brisa gostosa de ar fresco!  

Solo, Adubação e Plantio de Tillandsias

Air Plants não necessitam de plantio no solo. Por esse motivo, são fáceis de cuidar e podem ser utilizadas em diversos projetos criativos. É só fixá-las em troncos e pequenos galhos de árvores, placas de fibra de coco, vasos de vidro, suportes, vasos de cerâmica, entre outros recipientes. Use a imaginação!  

Montagem e Fixação

As Tillandsias podem ser fixadas em toda e qualquer superfície para exposição. É sério, elas crescem em qualquer lugar! Utilize a base da planta para montagem e fixação. Linhas, adesivos, barbantes e até cola quente podem ser úteis na montagem. Na escolha da superfície, é importante avaliar se o material pode entrar em contato com a água. Não se esqueça: a planta precisará de regas constantes.

jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-23

Como Plantar Tillandsias

Poucas espécies vivem diretamente no solo. Nesses casos, é indicado o uso de substrato para orquídeas e bromélias, que possui uma composição rica em elementos como cascas de pinus, fibra de coco e esfagno, que facilitam o enraizamento e a fixação das plantas.

Adubo para Tillandsias

A adubação é muito bem-vinda para estimular a floração e a reprodução das Air Plants. Se você deseja oferecer essa dose extra de carinho, aposte em adubos e fertilizantes específicos para o cultivo de bromélias e siga corretamente as instruções da embalagem. Esses produtos podem ser diluídos na água na hora da rega.

Rega de Air Plants

Quando estão fora do seu habitat natural, as plantas aéreas exigem regas constantes. No cultivo em interiores, esse fator é determinante para garantir que tenham uma vida feliz e saudável. Tillandsias vivem no ar, não de ar. Água é o seu alimento.

Há muitas espécies que são capazes de sobreviver a longos períodos de seca, mas esta não é uma regra geral. Air Plants têm muita força e resistência, mas não são autossuficientes: elas precisam de água, carinho e atenção. Como são fáceis de cuidar, essas plantas podem ser fatalmente esquecidas. Daí a importância de criar e estabelecer uma rotina de rega.

jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-18

A Regra de Ouro: Como Regar Tillandsias

Tillandsias devem ser regadas, no mínimo, uma vez por semana. Mas o ideal é que recebam 2-3 regas semanais. Essa regra de ouro pode ser ajustada de acordo com o local onde você mora. Aumente a frequência das regas em um ambiente quente e seco. Reduza em um ambiente fresco e úmido. Assim é possível chegar em uma fórmula que funciona bem para você e, principalmente, para elas.

Rega por Imersão

A principal forma de regar as Tillandsias é por imersão. Um método bem simples, que evita o desperdício de água e deve ser utilizado em todas as regas para garantir sua hidratação. Vou explicá-lo em detalhes:

1. Deixe a planta submersa na água por 20-30 minutos. Você pode usar uma tigela, bacia ou até uma pia para esta finalidade. Utilize água filtrada ou da chuva, que estão livres de cloro.

jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-16

2. Retire a planta da água e agite-a suavemente para remover o excesso de água. Use papel toalha se achar necessário.

3. Após a rega, deixe-a secar completamente por algumas horas em um local bem iluminado e arejado.

jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-17

4. Certifique-se que a planta está completamente seca antes de recolocá-la no vaso.

Repita o ritual uma vez por semana. Nas outras regas, pode usar o borrifador com água. Mas tenha sempre em mente a aparência feliz das suas Air Plants após a imersão: quando absorvem água, elas ganham um tom de verde mais vivo, suas folhas parecem mais rígidas. Se perderem esse aspecto, é hora do banho. Combinado?

jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-19

Nunca regue suas plantas – de qualquer espécie – nas horas mais quentes do dia. Escolha o período da manhã, do fim da tarde ou da noite. Ah! E nos dias mais quentes do verão, é super válido dar umas borrifadas de água ao redor das Tillandsias para manter a umidade que elas adoram.

Rega de Tillandsias com Flores

Uma Tillandsia florida não deve ser submetida ao ritual de rega por imersão. Faça uma rega abundante, da forma tradicional, e tenha o cuidado de não molhar suas flores.

jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-06

Sinais de Desidratação

Fique sempre atento aos sinais de desidratação nas Tillandsias: as folhas ficam mais claras, enrugadas ou até enroladas quando precisam de água.

Poda e Manutenção das Tillandsias

As Tillandsias são plantas aéreas de baixa manutenção que exigem muito pouco de nós. A poda indicada é a de limpeza. Apenas para manter sua aparência feliz e saudável. À medida em que as plantas crescem, é natural que algumas folhas mais baixas fiquem secas. Isso também acontece na fase de adaptação a um novo ambiente. Nesses casos, basta retirar as folhinhas secas, puxando-as suavemente da planta. Se preferir, use uma tesoura de poda. Após o período de floração, também é importante remover as inflorescências secas que não deram frutos.

jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-07

Se as pontas das folhas secarem, também é possível cortá-las. Tenha apenas o cuidado de fazer o corte em um ângulo que deixe uma ponta com aparência natural. O mesmo procedimento pode ser feito com as raízes da planta. Não tenha medo da poda: as plantas crescem novamente, bem mais felizes.

Flores e Reprodução das Tillandsias

Você sabia que as bromélias só florescem e frutificam uma vez na vida? A floração das bromélias tem esse toque de magia que considero um espetáculo da natureza, uma forma delicada de nos lembrar como a vida é passageira.

jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-01

As flores da Tillandsia são impressionantes: têm um colorido muito especial e podem durar meses, dependendo da espécie. Após a floração, surgem pequenas cápsulas onde elas guardam as sementes. Quando estão maduras, essas cápsulas se abrem soltando pequenas plumas. O vento leva essas plumas livremente por aí, espalhando as sementes. Quando encontram uma casca de árvore, elas se fixam e começam um novo ciclo de vida.

jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-20

A reprodução das Tillandsias pode ser feita de duas formas: por sementes ou divisão de touceiras.

Sementes

Na reprodução por sementes, é necessário criar um berçário com uma “cama” de musgo esfagno para acomodá-las com carinho. Espalhe as sementes nesse substrato e borrife com água logo em seguida. O esfagno é um ótimo substrato de enraizamento, pois consegue manter a umidade necessária sem encharcá-las.

Divisão de Touceiras

A criação de mudas por divisão de touceiras é um método bem simples para reprodução das Tillandsias. Elas produzem mudas que vão se distanciando da planta-mãe. Quando a nova mudinha atinge ⅓ (um terço) do tamanho da planta adulta, ela pode ser removida da mãe. É só puxá-la suavemente com as mãos e escolher um local para fixá-la.

Dicas úteis

  • Antes de fixar a nova mudinha, faça uma poda de limpeza para retirar suas folhas secas.
  • Muitas vezes, as mudas estão ligadas à planta-mãe por um caule. Use a tesoura de poda para separá-las.
  • Se a touceira estiver muito densa, difícil de separar, utilize uma faca para ajudá-lo.

Cuidados ao Ar Livre

O cultivo de Tillandsias em áreas externas é altamente recomendável e surpreende pela simplicidade. Elas são muito fáceis de cuidar, seja na copa das árvores ou até em superfícies como vasos e placas de fibra de coco. Veja só:

  • Tillandsias verdes têm as folhas macias, gostam de umidade e precisam ficar mais protegidas do sol.
  • Tillandsias prateadas, em tons de cinza, são espécies de áreas mais quentes e não necessitam de tanta umidade. Elas têm as folhas mais duras e precisam de maior exposição ao sol.

jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-05jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-04

Tillandsias na Decoração

Agora imagine só quantas possibilidades de uso para Air Plants na decoração: é possível criar terrários, arranjos diferenciados, seja com um toque mais rústico ou sofisticado, globos de vidro, vasos pendentes, galhos de árvores, formas geométricas, gaiolas… enfim, o céu é o limite para a imaginação!  

jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-15jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-24

A aventura está só começando

É importante lembrar que o gênero Tillandsia compreende mais de 400 espécies diferentes de Air Plants. Algumas podem ter necessidades bem diferentes das outras. Por este motivo, o guia de cuidados é uma referência inicial para o cultivo de plantas aéreas. Um ponto de partida para quem deseja começar uma coleção e se apaixonar de vez pelo gênero botânico. Após os primeiros passos, o ideal é conhecer e pesquisar a fundo cada uma das espécies do seu interesse para cuidar delas com todo carinho que merecem.

jc-guia-completo-air-plants-tillandsias-26

Gostou das Tillandsias? Também ficou aí todo apaixonado? Deixe seu comentário e compartilhe este artigo com todos os amigos que amam plantas, jardinagem e decoração. Aposto que eles vão se surpreender com a beleza e versatilidade das Air Plants! As Tillandsias estão em processo de extinção e a melhor forma de salvar essa espécie é fazendo algo que a gente ama: CO.LE.ÇÃO! Quem topa esse desafio?  


> Créditos das fotos: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24

Um beijo no coração!

Post anterior Próximo post

Você também vai gostar! :)

  • Míriam Souza

    Simplesmente amei!! Tenho uma no vaso com terraaaaaaa :o Parthiu amanhã colocar ela aerea e em casa! Obrigada Aliceeeee!!!